Início Mundo Chave do Brexit: Ministro britânico na Irlanda do Norte

Chave do Brexit: Ministro britânico na Irlanda do Norte

4 min lido
0
0
50

Boris Johnson foi a Belfast garantir o apoio do DUP, prometer o fim do backstop e debater soluções para a ausência de governo no território.

Depois das visitas à Escócia e ao País de Gales, Boris Johnson aterrou na Irlanda do Norte com chave do Brexit, para mais uma ronda de consultas a representantes políticos, civis e empresariais.

Com o “Brexit” como pano de fundo, o primeiro-ministro do Reino Unido reuniu-se esta quarta-feira com os líderes partidários para lhes garantir que o backstop será riscado do acordo de saída da União Europeia.

Foster disse ainda que o sucessor de Theresa May lhe garantiu que nunca irá assumir uma posição neutral no debate sobre a permanência da Irlanda do Norte do Reino Unido.

Uma posição que a oposição justifica ter apenas a ver com a imprescindibilidade dos votos do DUP para sobreviver no Parlamento.

Esta questão, ainda que bem presente no dia-a-dia político e social da ilha irlandesa, voltou a merecer destaque internacional após a decisão dos britânicos, tomada em referendo, a favor do “Brexit”.

E tem sido um dos principais bloqueadores dos avanços no processo.

chave do Brexit

Problema da fronteira

A vontade do Reino Unido de sair da UE obriga britânicos, irlandeses e europeus a pensarem em formas de evitar a edificação de uma fronteira física entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda.

Só que o simples debate sobre uma questão que, à partida, acarretaria problemas mais práticos que políticos está a recuperar para o espaço mediático fantasmas do longo conflito entre protestantes e católicos.

A conveniência dos acordos de paz é tão actual, que um grupo de ascendência irlandesa prometeram bloquear qualquer acordo de comércio entre UK e USA.

Unionistas e conservadores temem, no entanto, que o backstop, crie uma “fronteira” no Mar da Irlanda, situação que seria inconcebível para quem defende a permanência da Irlanda do Norte no Reino Unido. 

Por outro lado, os republicanos do Sinn Féin, acreditam que os desafios trazidos pela cláusula de salvaguarda reforçam a sua grande reivindicação política: a reunificação política e territorial da ilha.

Principalmente num caso de “Brexit” sem acordo.

E foi isso mesmo que disseram a Johnson, na reunião desta sexta-feira em Stormont, o parlamento norte-irlandês , na hora de exigir um referendo com a chave do Brexit.

Fonte: Publico

Ver mais artigos relacionados
Ver mais de redacao
Ver mais em Mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Verifique também

Vagas de atendimento no SEF vendidas na Internet

Um elevado número de acessos ao sistema de agendamento e uma ocupação em tempo recorde, fa…