Início Mundo Boris Johnson indigitado primeiro-ministro britânico esta tarde após demissão de Theresa May

Boris Johnson indigitado primeiro-ministro britânico esta tarde após demissão de Theresa May

4 min lido
1
0
33

A ainda primeira-ministra vai presidir ao último debate semanal com os deputados na Câmara dos Comuns, às 12:00 (mesma hora em Lisboa), tal como fizeram Tony Blair e David Cameron antes de renunciarem formalmente.

Os dois antecessores receberam elogios e comentários jocosos e foram homenageados com ovações de pé dos dois lados, partido do governo e oposição, mas é incerto se Theresa May vai gerar a mesma deferência.

No regresso à residência oficial, em Downing Street, Theresa May terá oportunidade para se despedir dos funcionários, que ficam, e dos assessores políticos, que serão dispensados, enquanto aguarda pela audiência com a rainha Isabel II.

À saída para o palácio de Buckingham, Theresa May fará uma curta declaração de despedida no exterior de Downing Street, mas a demissão será feita em privado com a monarca.

De acordo com o protocolo, a chefe do governo deve prestar conselho sobre qual o líder político que tem condições para formar um governo estável que tenha a confiança do parlamento.

Embora não tenha uma maioria absoluta sozinho, o partido Conservador tem um pacto com o Partido Democrata Unionista (DUP) que garante uma maioria na Câmara dos Comuns, atualmente de três deputados.

No espaço de uma hora, Boris Johnson deverá ser convocado pelo palácio de Buckingham, onde será indigitado primeiro-ministro pela rainha Isabel II.

O novo chefe de governo será então conduzido diretamente Downing Street, onde fará um discurso no exterior com algumas linhas gerais para o seu mandato, antes de entrar no número 10.

Nas horas seguintes, espera-se a nomeação de alguns dos principais ministros do governo, seja para substituir lugares vagos ou colocar pessoas de confiança.

Nos últimos dias, demitiram-se, entre outros, o ministro da Defesa, David Gauke, o ministro para o Desenvolvimento Internacional, Rory Stewart, o secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros, Alan Duncan, e a secretária de Estado para o Digital Margot James.

No domingo, o ministro das Finanças, Philip Hammond, anunciou que pretende apresentar a demissão esta tarde, após o debate semanal de Theresa May com os deputados.

Fonte: SAPO24

Ver mais artigos relacionados
Ver mais de redacao
Ver mais em Mundo

Um comentário

  1. […] disse ainda que o sucessor de Theresa May lhe garantiu que nunca irá assumir uma posição neutral no debate sobre a permanência da Irlanda […]

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Verifique também

Vagas de atendimento no SEF vendidas na Internet

Um elevado número de acessos ao sistema de agendamento e uma ocupação em tempo recorde, fa…